Compartilhar:

Vigia é suspeito de atear fogo e matar crianças em creche

Atentado aconteceu em Janaúba. Quatro crianças e uma professora morreram

5 05UTC outubro 05UTC 2017 Às 16:23

creche em mg2

Vigia noturno e vendedor de sorvete, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, conhecido como Damião Picolé, é apontado pela polícia como suspeito por atear fogo e matar quatro crianças e uma professora na creche municipal Gente Inocente, em Janaúba, no norte de Minas Gerais. O suspeito também ateou fogo em si mesmo.

creche em mg3

Na página do vigia nas redes sociais, muitas pessoas se manifestaram com xingamentos e críticas ao suposto autor da ação. Outros moradores da cidade o defendem.

A página pessoal de Santos tem uma série de post de autoajuda. O último post, de 2 de outubro, dizia: “Se alguém duvidar visita minha família eu fazia de tudo para ajundar (sic) nunca fiz mal a niguem (sic)”.

O R7 entrou em contato, por telefone, com Simone Soares dos Santos, familiar de Damião. Ele disse que, “ordens superiores”, não autorizada a falar.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros chegou a falar em seis vítimas. A Prefeitura da cidade confirmou que a professora morta é Heley de Abreu Silva Batista. As crianças que morreram teriam idades entre quatro e seis anos. O IML (Instituto Médico-Legal) de Janaúba confirmou a entrada de cinco corpos.

De acordo com Pedro Aihara, tenente responsável pela comunicação do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o vigia teria abraçado crianças com o corpo em chamas.

River Ramos, sargento da Polícia Militar que está na cidade, afirma que o suspeito estava afastado por problemas psicológicos e teria ido à creche para conversar com a diretora.

A auxiliar administrativa Viviane Andrade, que trabalha em um posto de gasolina próximo à creche, afirmou que o vigia tinha sido demitido recentemente.

“Passei agora há pouco na frente do hospital, e parece que Janaúba inteira está lá na frente. Estão até pedindo doação de água mineral… [a situação] não está bonita, não”, afirmou.

Após o ataque, moradores da região ajudaram a socorrer as vítimas ao Hospital Regional e para Fundação Hospitalar Janaúba, ambos na cidade. De acordo com o Corpo de Bombeiros, além dos mortos, outras 22 pessoas ficaram feridas. Nove delas — incluindo, o suspeito — estão em estado grave.

A Polícia Civil disse que foi feita perícia no local do atentado e que a necrópsia nos corpos foi realizada no início da tarde desta quinta.

Foi aberto inquérito para apurar o caso e equipes da Polícia Civil de Minas estão na casa do suspeito e de seus familiares para levantar informações que possam auxiliar nas investigações e elucidar a motivação do crime.

 De acordo com a Prefeitura, a creche municipal Gente Inocente tem 82 matriculados. O governo municipal não confirma quantas crianças estavam no local no momento do crime.

Hospital pede doações

O governo municipal afirma que o pronto-socorro necessita de medicamentos para atender todas as vítimas e pede doações. Entre os remédios pedidos estão sulfadiazina de prata pomada, metoclopramida e dipirona injetável, além de água mineral, roupas para crianças e roupas de cama.

O governo de Minas Gerais disse que “tão logo tomou ciência da tragédia ocorrida nesta manhã em Janaúba, o governador Fernando Pimentel determinou de imediato a mobilização de todas as forças de Saúde Pública e de segurança do Estado — Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil — nas operações de resgate e salvamento”.

Por meio de nota, o governo afirmou que “um posto de comando emergencial foi instalado no local para alinhar todos os esforços dos órgãos públicos envolvidos” e que “a Secretaria de Estado de Saúde e a Fundação Hospitalar de Minas Gerais montaram uma operação especial para receber as vítimas, tanto em hospitais na região, quanto no Hospital João XXIII, se necessário”.

Toda a estrutura necessária foi colocada à disposição. O governador Fernando Pimentel irá ao local ainda na tarde desta quinta.

A cidade

Inserida no Vale do Jequitinhonha, uma das regiões mais pobres do Brasil, Janaúba tem população estimada em 71.279 habitantes. É a segunda cidade mais populosa do norte de Minas.

As atividades principais do município são a agricultura, a pecuária, comércio e serviços.

No dia 6 de agosto de 2011, o governo anunciou a construção de um campus da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri em Janaúba. Atualmente, encontram-se em construção os pavilhões das salas de aula e da biblioteca.

Fonte: R7

Compartilhar:

AVISO: O conteúdo de cada comentário nesta página é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.