Numa demonstração de verdadeiro mau exemplo e descaso, as autoridades públicas itabelenses parecem não se incomodarem e muito menos se importarem com situações que deveriam estar prioritariamente na pauta para despertar na juventude valores de patriotismo, de cidadania, de amor à Pátria e até de reverência à Bandeira Brasileira.

Nenhuma comemoração alusiva à data tão relevante, nem sequer um simples hasteamento de Bandeira nas escolas, nenhuma palavra nos meios de comunicação tão usados até para fins de promoção pessoal, vinda de gestores municipais, que ao contrário, parece estarem apenas preocupados com questões políticas e partidárias, dentro do verdadeiro caldeirão de interesses em que se misturaram todos, como se fossem iguais ou compatíveis, quando na prática são ´lobos comendo lobos`, cada um defendendo os seus próprios e exclusivos projetos pessoais e até mesmo familiares.

Talvez a derrubada às pressas do Colégio Municipal devesse ter apagado muito ou toda a história na mente dos responsáveis pela omissão, desleixo, esquecimento, desinteresse, ou coisa que o valha, e se não tem importância o fato histórico, ao menos deveria ser relevante o 7 de Setembro para o despertar da juventude estudantil, das crianças e também dos adultos, para a construção de verdadeiros cidadãos.

Em meio ao “pão e circo” que os políticos impingem na população para escamotear as verdadeiras ações sociais, culturais e educacionais que deveriam se preocupar e implementar, os gestores itabelenses bem que poderiam ter reservado pelo menos um dos milhares de foguetes espoucados durante toda a semana, para que algum "saudosista de boa memória" pudesse lembrar a data do 7 de Setembro, saudosista porque já foi longe o tempo em que a data foi lembrada na cidade e no município.





VEJA MAIS