O que seria para ser uma tarde de diversão, na ensolarada quinta-feira (03), em Eunápolis, terminou em tragédia. Um adolescente de 15 anos morreu afogado no Rio do Peixe, a cerca de cinco quilômetros do centro da cidade.

Jérmeson Santos Gomes tomava banho com mais cinco colegas, da mesma faixa etária, nas proximidades de uma ponte na BR-101. De acordo com as informações dos amigos, o jovem escorregou de uma pedra, caiu na água e bateu a cabeça em um galho de árvore.

Desacordado, Jérmeson foi levado pela correnteza. O corpo apareceu após 15 minutos, em um trecho mais abaixo do rio. Os amigos o retiraram da água, tentaram reanimá-lo, enquanto era aguardada a chegada do socorro médico. Segundo o Samu, o menor já foi encontrado morto.

Em entrevista ao site Rardar 64, o pai do adolescente, o vigilante Cosme de Jesus Gomes, 51 anos, armou que ele e os amigos foram ao rio de bicicleta. "Ele pediu à mãe para ir ao rio com os amigos, aproveitar a tarde de sol. Ela, a princípio, negou. Mas meu lho insistiu tanto, que acabou obtendo a autorização", disse Cosme, acrescentando que Jérmeson tinha ido ao local pela primeira vez.

De acordo com a família, Jérmeson era membro do Clube de Desbravadores da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Os amigos também frequentavam o mesmo templo, mas o grupo não estava em uma excursão organizada pelos Desbravadores.

Cosme, que tem outros dois lhos e está desempregado, declarou que Jérmeson era um jovem exemplar. "Era muito amoroso e dedicado à família e à igreja. Ministrava até cultos e fazia visitas, levando a Palavra à comunidade. Só Deus, neste momento, para amenizar nossa dor", falou o pai.

O jovem está sendo velado na Igreja Adventista do Sétimo Dia, no bairro Alecrim II, onde morava com os familiares. O enterro está previsto para às 11h da manhã desta sexta-feira (04), no Cemitério Jardim da Saudade, no Juca Rosa.





VEJA MAIS