Tudo ficou para a última rodada

Atuação ruim, virada e decisão das vagas do grupo D adiada para a última rodada da primeira fase. Em partida abaixo da média, o Flamengo até saiu na frente, mas foi pressionado pela LDU e sofreu sua segunda derrota nesta Libertadores: 2 a 1 - Bruno Henrique abriu o placar, e Anangonó e Chicaiza marcaram para os equatorianos. Os rubro-negros seguem na liderança com 9 pontos e dependem de um empate com o Peñarol para avançarem às oitavas, mas a situação, que seria resolvida com um empate em Quito, pode ficar delicada no próximo dia 8 de maio, em Montevidéu.

O jogo

O Flamengo começou evitando os avanços da LDU, e conseguiu abrir o placar em sua primeira chance real: Pará avançou livre pela direita e cruzou na medida para Bruno Henrique marcar. Everton Ribeiro ainda mandou uma bola na trave, mas, perto do fim do primeiro tempo, o empate equatoriano saiu após um chutão que virou lançamento. A bola pesada não quicou como o esperado na área, e Anangonó deslocou Diego Alves cara a cara com o goleiro. Na etapa final, os rubro-negros chamaram os rivais ainda mais para o seu campo. Chicaiza, camisa 10 da LDU, saiu do banco e criou algumas jogadas até conseguir a virada: cortou para o meio após rebatida e chutou no alto para fazer o 2 a 1. O Flamengo não conseguiu mais responder com perigo e saiu de campo sem a classificação esperada.

Situação do grupo

Com a derrota do Peñarol por 3 a 1 para o San José no outro jogo da chave, o Flamengo segue na liderança e, por conta do saldo de gols, depende de um empate contra os uruguaios, fora de casa, na última rodada - ambos possuem 9 pontos. Tanto Flamengo quanto Peñarol ainda podem avançar com qualquer resultado, caso a LDU, que tem 7, não vença o San José, com 4, dentro de casa. Se a equipe do Equador vencer, os rubro-negros estarão eliminados em caso de derrota em Montevidéu. Veja a tabela completa e os próximos jogos da Libertadores.

Gols irregulares

Na Central do Apito, o comentarista Sandro Meira Ricci enxergou irregularidades em um gol de cada lado. No do Flamengo, Bruno Henrique cabeceia e a bola desvia em seu braço antes de ir para o gol. No segundo da LDU, um jogador em posição de impedimento atrapalha a visão de Diego Alves após chute de Chicaiza.

Atuações do Flamengo

Pará vacila, Diego Alves não mantém nível e Cuéllar "joga sozinho": clique aqui e veja todas as notas!

Mudança no gol

Aos 37 minutos do segundo tempo, Diego Alves acusou dores e pediu para sair. César entrou em seu lugar, e ainda foi para a área rival tentar cabececio em cobrança de escanteio no final da partida.





VEJA MAIS