A tarde deste domingo (03) foi típica do Rio de Janeiro e abrilhantada com uma obra de arte no Maracanã. No maior palco do futebol mundial e com a Nação nas arquibancadas, o Flamengo venceu a Cabofriense por 4 a 0. Arão abriu o placar, Diego fez uma pintura de bicicleta, De Arrascaeta marcou o primeiro com o Manto e Bruno Henrique deu números finais ao confronto. 
 
O outro destaque, que já não é mais nenhuma novidade, foi a o show Nação Rubro-Negra. Foram mais de 49 mil torcedores incentivando o Flamengo durante os 90 minutos. 
 
O jogo
 
Pressão e gol no início
 
O Mais Querido entrou muito ligado na última partida da fase de grupos da Taça Guanabara e logo de cara partiu para cima da Cabofriense. O Mengão buscou o gol desde o apito inicial e aos sete minutos, Willian Arão abriu o placar. Após cobrança de escanteio da direita, o camisa 5 subiu mais que todo mundo e mandou a bola para o fundo da rede. 
 
Mesmo com a vantagem no placar, a equipe comandada por Abel Braga manteve a pegada e por pouco não ampliou com Fernando Uribe. O atacante teve duas boas chances para marcar o segundo, porém parou nas mãos do goleiro adversário. 
 
A pintura de Diego e segundo tempo avassalador
 
O segundo tempo ficou marcado por um lance espetacular. E não foi só pela beleza em si. Com o Maracanã lotado e um domingo de sol no Rio de Janeiro, Diego resolveu presentear todos os rubro-negros com uma pintura de bicicleta. Willian Arão cruzou para o meio da área, a bola veio na medida e o capitão esbanjou qualidade para ampliar o placar. 
 
Abel ainda promoveu as entradas de De Arrascaeta, Gabriel e Ronaldo. O Uruguaio fez o primeiro com o Manto Sagrado após grande assistência de Bruno Henrique. 
 
Quando tudo parecia definido, o Mengão deu uma aula de contra-ataque no último lance da partida. De Arrascaeta enfiou a bola para Gabriel, o camisa 9 rolou para o meio da área e Bruno Henrique só tirou do goleiro para fechar o marcador.