Compartilhar:

Corinthians bate Palmeiras em jogo eletrizante e retoma vantagem na ponta

Em jogo quente, Timão faz 3 a 2 no rival e abre seis pontos do vice-líder Santos. Verdão termina a rodada na quarta colocação, a oito pontos da ponta

5 05UTC novembro 05UTC 2017 Às 20:48

O maior dérbi do século teve final feliz para o Corinthians. O líder do Campeonato Brasileiro derrotou o Palmeiras por 3 a 2 na tarde deste domingo, em Itaquera, retomou a rota de vitórias e voltou a abrir vantagem na ponta da tabela. Romero, Balbuena e Jô marcaram para o time alvinegro, enquanto Mina e Moisés fizeram para os visitantes.

Foi um clássico eletrizante, repleto de chances para os dois lados: Romero, Rodriguinho e Jô foram decisivos pelo alvinegro, que reencontrou o futebol que o colocou no topo da tabela durante a maior parte da competição.

Com o triunfo conquistado diante de mais de 45 mil torcedores, o Corinthians acabou com a série de quatro partidas sem vitória e chagou à marca de 62 pontos. Assim, a equipe viu a diferença de pontos aumentar em relação aos adversários.

Agora, o Palmeiras, com 54 pontos, está oito pontos atrás do líder e caiu para a quarta posição, sendo superado inclusive pelo Grêmio. O Santos é o mais próximo perseguidor corintiano, com 56 pontos, seis a menos que o time de Fábio Carille.

O Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h, para enfrentar o Atlético-PR na Arena da Baixada. No mesmo dia, o Palmeiras enfrenta o Vitória em Salvador – o confronto começará às 21h45.

O paraguaio viveu uma grande tarde na Arena Corinthians. Apareceu para a partida em todos momentos, ajudou muito na marcação, driblou e deixou sua marca, abrindo o placar. Na comemoração, tirou uma selfie.

O pior: Edu Dracena 

O veterano zagueiro teve uma noite para esquecer. Primeiro desviou a bola no escanteio que acabou sobrando para Balbuena completar para as redes, Depois cometeu pênalti em Jô, que bateu sem chances para Prass. 

Clássico começa a mil por hora

Mesmo repleto de tensão, o clássico começou com muita velocidade e jogadas de perigo. A estratégia do Palmeiras para enfrentar o Corinthians fora de casa consistiu em adiantar a marcação. O Corinthians, por sua vez, apostou na velocidade pelos lados, e acabou levando a melhor.

Borja e Rodriguinho perdem chances

A primeira grande oportunidade foi do Corinthians, em chute de Rodriguinho na entrada da área: Fernando Prass fez bela defesa e evitou o gol. Na sequência, Borja deu uma bela arrancada, invadiu a área corintiana e bateu de pé esquerdo: um suspiro de terror ecoou na Arena, mas a bola havia apenas batido na rede pelo lado de fora. Depois de um começo com o Palmeiras passando mais tempo no campo de ataque, o alvinegro cresceu na partida e passou a comandar mais as ações.

Gol polêmico abre o clássico

Melhor na partida, o Corinthians saiu na frente: Rodriguinho recebeu e cruzou na área para Romero, que tocou para o gol vazio. Explosão nas arquibancadas e um balde de água fria no Palmeiras, que acusou o golpe. Após o jogo, imagens de TV mostram que o paraguaio estaria impedido no momento do cruzamento.

Balbuena amplia 

O alviverde não teve sequer tempo de assimilar o golpe. Dois minutos depois, depois de escanteio cobrado da esquerda, Balbuena tocou para as redes. Meio de barriga, meio com as partes íntimas, sem jeito, mas suficiente para colocar o 2 a 0 no placar e encher de confiança a torcida e o time corintiano.

Também na bola parada, Palmeiras diminui…

Apesar dos golpes duros, o Palmeiras conseguiu reagir: também na bola parada, também em escanteio da direita, também com um zagueirão: Mina subiu no meio da área corintiana e testou para as redes. A alegria, entretanto, durou pouco…

Jô é derrubado na área e marca de pênalti

Jô invadiu a área e foi derrubado por Edu Dracena um minuto depois do gol alviverde. O próprio centroavante pegou a bola e não perdoou: bateu firme, no canto esquerdo de Prass. 3 a 1 na Arena Corinthians e mais um balde de gelo no ímpeto palmeirense.

Confusão no acesso ao campo

Pouco depois de a bola parar de rolar no primeiro tempo, Felipe Melo se estranhou com os jogadores corintianos e atirou objetos contra Clayson. Kazim tentou conter o jogador palmeirense, com quem jogou na Turquia. A confusão foi registrada pela Rádio Bandeirantes.

Pedido especial no intervalo

Depois do primeiro tempo e quatro gols marcados na Arena Corinthians, um torcedor corintiano fez um pedido de casamento à sua namorada em pleno estádio. A cena foi mostrada nos telões do estádio. Os noivos ganharam aplausos após o sim.

Jogo se amarra na segunda etapa…

Enquanto o primeiro tempo foi marcado pela alternância de boas oportunidades das duas equipes, a segunda etapa começou com um ritmo muito mais lento. As duas equipes demoraram para chegar ao ataque e finalizar. O Palmeiras tinha dificuldade para não entrar na catimba do Corinthians, que administrava o resultado. Para ganhar tempo, Gabriel, por exemplo, pediu atendimento médico e provocou uma confusão com o árbitro, que redundou na paralisação de quase dois minutos do jogo

Até o golaço de Moisés

Aos 22 minutos, o Palmeiras conseguiu encostar novamente. Após um escanteio cobrado pelo lado direito, Pablo errou ao cortar a bola e viu Moisés acertar um raro chute na área. A bola entrou no ângulo, sem que Cássio pudesse fazer nada.

Recorde de público

O clássico decisivo acabou marcado pelo recorde de público da Arena Corinthians. No total, 46.493 torcedores assistiram à partida em Itaquera. A melhor marca até então ocorreu na final do Campeonato Paulista, quando 46.017 viram o empate que deu o título estadual à equipe alvinegra. Antes da partida, a torcida provocou o rival com o mosaico de “bicampeão mundial”

 

Vantagem corintiana volta a subir

A quarta vitória do Corinthians no returno – a 18ª no Brasileirão – fez o líder voltar a abrir vantagem na liderança do campeonato. Isso não acontecia desde a 27ª rodada, quando o time venceu o Coritiba na Arena. Agora, o Palmeiras está a oito pontos do primeiro colocado, enquanto o Santos está a seis pontos.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 x 2 PALMEIRAS

Data: 5 de novembro de 2017, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (32ª rodada)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Público: 46.090 pagantes (total: 46.493)
Renda: R$ 2.908.847,10
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade (ambos do RS)
Cartões amarelos: Romero, Gabriel, Jadson, Maycon, Fagner e Cássio (Corinthians); Tchê Tchê, Dracena, Bruno Henrique, Egídio e Dudu (Palmeiras)
Cartão Vermelho: Deyverson (Palmeiras)
Gols: Romero, aos 28, Balbuena, aos 30, Mina, aos 35, e Jô, aos 37 minutos do primeiro tempo. Moisés aos 22 minutos do segundo tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel (Maycin) e Camacho (Felipe Bastos); Romero, Rodriguinho e Clayson (Jadson); Jô. Técnico: Fábio Carille

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Mina e Egídio; Bruno Henrique (Guerra), Tchê Tchê (Deyverson) e Moisés; Keno (Roger Guedes), Dudu e Borja. Técnico: Alberto Valentim

Fonte: R7

Compartilhar:

AVISO: O conteúdo de cada comentário nesta página é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.